Resenha: Lumière! A Aventura Começa

Uma aula de cinema! É isso o que esse filme representa! “Lumière! A Aventura Começa” traz 108 curtas produzidos pelos irmãos Lumiére reunidos em um único longa, todos eles escolhidos e comentados por Thierry Frémaux, diretor do Instituto Lumière e também do Festival de Cannes.


Segundo Thierry, apesar de o filme ter sido composto e comentado por ele, não o considera seu, mas dá o crédito aos irmãos Lumière. Com isso, ele afirma que “o cinema tem uma assinatura, é o ato poético de um ator”, e que embora ele seja o responsável por reunir e comentar, a assinatura é dos irmãos, não dele. Grande admirador de Louis Lumière, ele mostra com essa coletânea que é um engano acreditar que Louis foi apenas o inventor do cinema como o conhecemos. Ele foi muito mais! Foi realmente um cineasta que descobriu que essa mídia existe para contar histórias e buscava a melhor maneira para isso através de estruturas narrativas, enquadramentos e atuações. Apesar de muitos ainda acharem que ele só fazia documentários, curtas como “O Regador Regado” mostram claramente que isso é apenas mais um engano sobre o cineasta.

O formato dos curtas foi fiel aos originais, incluindo as bordas arredondadas. Encontrar a velocidade certa foi um desafio, mas embora existisse a possibilidade de usar o cinematógrafo para tornar a experiência ainda mais parecida com o que aconteceu na época em que os irmãos criaram o aparelho, a opção limitaria o alcance do filme no circuito comercial... Com esse projeto, Thierry queria ver o nome de Lumière nos cinemas, com o devido mérito e tendo um grande alcance, então a escolha mais sensata foi procurar uma interpretação fiel das obras que pudesse ser exibida no mundo inteiro, sem limitações!


Quando comecei o texto, disse que o filme é uma aula e não foi por acaso. Ver esses curtas feitos pelas pessoas que praticamente criaram a base do cinema como o conhecemos hoje e comentados por uma das pessoas que mais entende dessa arte é algo indispensável para qualquer um que se interesse pela sétima arte! 

“Lumière exibe o mundo como ele é, e mostra que há poesia nesse mundo.”
Thierry Frémaux

O filme chega aos cinemas nacionais no dia 14 de dezembro! Confiram um trecho da coletiva com Thierry Frémaux:

Resenha: Lumière! A Aventura Começa Resenha: Lumière! A Aventura Começa Reviewed by Tom Dutra on 13:12 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.