Dicas da Krishy: Filmes

Gente amiga, chegamos ao fim do Especial: Mês das Mulheres aqui no blog! Sem palavras para dizer o quanto gostei disso, minhas amigas arrasaram com dicas incríveis, e espero que vocês tenham gostado tanto quanto eu, inclusive, pretendo seguir com essa proposta, mas sobre isso falarei depois, porque agora é a hora de deixar vocês com as dicas de filmes de minha queridíssima amiga Krishna Shinno, do blog "Cultura com Essência"! Pedi para a Krishy uma lista de filmes que marcaram sua vida, e é com essa lista bem pessoal e especial que encerramos esse mês! O espaço é todo seu, Krishy!


DICAS DE FILMES POR KRISHNA SHINNO

1 – E. T.: O EXTRATERRESTRE


Impossível não lembrar das bicicletas voadoras em plena lua cheia. E sem dúvidas das palavras do pequeno extraterrestre - "ET phone home". Assim como a volta ao lar do pequeno alienígena, 1982 foi o ano em que voltei para o Brasil. O longa de Steven Spielberg marcou minha infância de volta para a terra natal. Até hoje sinto o gosto da emoção.

2 - TÚMULO DE VAGALUMES


Eu demorei muito para assistir essa animação e confesso que até hoje choro só de lembrar das cenas mais chocantes. Sim, a animação tem cenas de guerra, fome e injustiça com um toque poético, tudo para deixar qualquer ser (como eu) deprimido por dias. Túmulo de Vagalumes ou  Hotaru no Haka (ホタルの墓は) conta a história dos irmãos Seita e Setsuko, órfãos da guerra. A animação toda estava em japonês e mesmo assim entendi completamente o drama. Sem dúvidas marcou muito, apesar de muito triste é um belo desenho. Isao Takahata me fez chorar por uma semana. Animação é de 1988 e a pequena Setsuko não sai da minha memória cinematográfica.

3 – GAROTOS PERDIDOS


Garotos Perdidos foi um dos filmes sobre vampiros rebeldes e “aborrecentes” que mais marcou minha adolescência. Uma trilha sonora com as canções “Cry Little Sister" e "People are Stranger", impossível esquecer. Enquanto Kiefer Sutherland e Jason Patric se enfrentavam numa batalha entre o bem e o mal na pequena cidade de Santa Carla, na Califórnia, eu ficava imaginando que jamais convidaria um vampiro para minha casa. Gostaria muito de um remake!

4 - HOPE


Nessa onda de ótimos filmes asiáticos, eu não poderia deixar de falar de Hope (Esperança) um filme sul-coreano de 2013 dirigido por Lee Joon-ik, com roteiro baseado no "caso Nayoung", ocorrido em 2008. Gente do céu, que filme é esse?! E que história comovente de um pai ao tentar se aproximar de sua filha de 8 anos traumatizada por ter sido brutalmente violentada! É tão traumático que nem mesmo o pai consegue se aproximar. No entanto ele se disfarça de um bonequinho animado que ela mais gosta, só para poder estar ao lado dela. Comecei a admirar os filmes coreanos cada vez mais. Claro que gostaria de falar de Parasita sem dúvidas, mas tem uma vasta lista de ótimos filmes asiáticos para assistir. Esse filme marcou pela sensibilidade apesar de ser uma história forte.

5 – A COR PÚRPURA


Como esquecer o sorriso de Celie mergulhado em tanto sofrimento sem jamais perder a esperança. A Cor Púrpura é o retrato estampado do machismo, racismo, abuso e intolerância. Whoopi Goldberg me emocionou ao interpretar um papel tão marcante, sem contar com a emocionante cena de Sofia (Oprah Winfrey) ao ser espancada em plena rua. Mais um filme clássico da lista de Steven Spielberg como um dos melhores. Um ótimo filme para o dia das mulheres.

6 – O FILHO DE JOSEPH


Esse não é um filme tão extraordinário e nem mesmo tão conhecido. É uma comédia dramática francesa onde um jovem vai em busca de seu pai. Mas sim, considero um bom filme, porém, com um significado muito importante para mim. “O Filho de Joseph” foi a primeira cabine de imprensa na minha vida. Na época escrevia para uma coluna da Revista a3 chamada Curta com Pipoca. Ansiosa, não sabia de fato o que me reservava, pois nunca tinha participado de uma cabine. De fato, o Curta com Pipoca abriu portas para conhecer melhor esse mundo dos cinéfilos, críticos etc... Conheci muita gente bacana e vivenciei momentos inesquecíveis, mas uma delas se tornou um dos meus melhores amigos. Essa pessoa foi a mesma que estava de olho no croissant de chocolate! Até hoje sou extremamente grata por tudo que aprendi e conquistei através dessa pessoa sábia e super "do bem" chamada Tom Dutra. Às vezes são as circunstâncias que transformam o seu dia entre um filme e a vida.

7 - MADADAYO


Lógico que o meu pezinho no Japão me faz dar mais espaço para filmes japoneses... Madadayo (Ainda Não) é uma obra-prima que me emocionou com a bela  fotografia. Claro que a história do professor Hyakken Uchida (Tatsuo Matsumura) é  um poço de otimismo em plena guerra. É tão poético que faz você querer um professor assim. Além de ajudar o mestre que perdeu sua casa devido aos bombardeios, os alunos continuam comemorando o aniversário dele todos os anos.  Foi o último filme escrito e dirigido por Akira Kurosawa, lançado em 1993. Não poderia deixá-lo de fora da lista.

8 – O EXORCISTA


Achou mesmo que eu não ia falar de um " terrorzinho"? Não posso deixar de relatar minha experiência com “O Exorcista”. Obviamente era proibido uma criança de 10 anos assistir um filme desse gênero. Pois bem, meus pais estavam na sala prontos para assistir ao filme sentadinhos no sofá. A criançada (minhas irmãs) dormindo, tudo tranquilo, até que eu tive a ideia de pegar meu cobertorzinho e ficar bem atrás dos meus pais, quietinha, assistindo o filme. Se eu fiquei com medo? Sim! Fiquei, mas não sai do lugar pra nada. De pijama e enrolada no cobertor, só os meus olhos arregalados poderiam assustar meus pais caso eles virassem para trás. Mas não aconteceu… E por um longo tempo a Linda Blair desfigurada com vômito verde me causou medo. Pouco tempo atrás resolvi assistir a edição sem cortes! Tudo bem, eu sobrevivi, e o filme acabou virando um clássico dos clássicos do terror.

9 - DIRTY DANCING - RITMO QUENTE 


Um pouco de romance e música, por favor! Aliás, com uma das melhores trilhas sonoras de todos os tempos, “Dirty Dancing” é o tipo de filme que te faz querer aprender a dançar! Tenho DVD e CD de tanto que gostei. Claro que Patrick Swayze e Jennifer Frey deram um show de dança e sensualidade, mas o que marcou mesmo foram as canções "Time of My Life" de Bill Meddley e Jennifer Warnes e "She's Like The Wind" com o próprio Patrick Swayze e Wendy Fraser. Dancei tanto nos bailinhos… Na minha época era a tal “dança da vassoura”, que por sinal foi meu par constante! Os meninos só queriam saber de dançar com as bonitinhas e eu não fazia bem o tipo deles kkkk. Então sobrou a vassoura! Hoje tenho meu marido para dançar comigo, viu? (Pra você que só me dava a vassoura!!!!!)

10 – AS MULHERES DO UNIVERSO CINEMATOGRÁFICO 


Com a minha dica final, eu gostaria de fazer uma homenagem a todas as mulheres do universo cinematográfico, como infelizmente não teria espaço para tantos nomes de tantos talentos, meu mosaico pode parecer injusto, mas é minha forma de homenagear todas no contexto geral! Não tem como esquecer os olhos violetas de Elizabeth Taylor, ver Deus em Octavia Spencer, ver a "Nós" mesmas em Lupita Nyong'o, Meryl Streep ou Glenn Close e não se emocionar com a amizade no infinito de Thelma e Louise. A maioria desses filmes eu assisti ao lado do meu amado marido Wagner, que me acompanha minha nessa vida cinéfila. E a melhor parte disso é que cada filme marca uma época de nossas vidas. Linda Carter marcou minha infância com a série da Mulher Maravilha, e eu diria que graças a essa contribuição, temos hoje uma boa lista de heroínas e mulheres fortes no cinema! Fica aqui a minha singela homenagem a todas as mulheres que fazem desse mundo um lugar melhor.



Dicas da Krishy: Filmes Dicas da Krishy: Filmes Reviewed by tomdutradicas on 09:23 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.