Cinema: Tudo que Quero

Um Road Movie encantador que vai te fazer sair dos cinemas com um sorriso no rosto e uma canção no coração, como costumo dizer quando amo demais o filme! Dakota Fanning interpreta Wendy, em "Tudo que Quero", que nos traz a história de uma jovem determinada indo atrás de seu sonho.


Wendy é uma jovem autista que adora Star Trek e vê em um concurso a possibilidade de ter um roteiro criado por ela virando um episódio da saga! Se trata de uma oportunidade dada aos fãs da série de mostrarem a partir desse trabalho sua afinidade com esse universo através de um roteiro original, e além de ter a chance de ver seu texto ganhar vida, o vencedor do concurso também receberá uma boa quantia em dinheiro. Para nossa protagonista, o concurso representa ainda mais. Vencendo, ela terá a chance de provar para a irmã que sua condição não interfere em sua responsabilidade e nos cuidados que precisa ter para lidar com sua pequena sobrinha, da qual ela é afastada contra sua vontade para se tratar em uma instituição.

O filme, dirigido por Ben Lewin (As Sessões, 2012), é uma comédia dramática muito divertida, e consegue fazer rir e chorar com a comovente história de Wendy. Achei o autismo muito bem representado no filme, ele é uma característica da personagem assim como seria alguma outra, não considerei um apelo, ao contrário, “Tudo que Quero” é maravilhoso não apenas por ser um filme que permite uma discussão e reflexão sobre o assunto, até porque essa característica não tem força suficiente para salvar nenhuma produção. Veja como exemplo o nacional “Colegas”, que tinha tudo para ser um ótimo filme por sua premissa, mas que por falta de cuidado acabou se tornando uma produção sem ritmo e com um roteiro contendo falhas impossíveis de serem ignoradas.


Referências para Capitão nenhum botar defeito: Os fãs de Star Trek devem amar as referências sobre a série, algumas vezes sendo fundamentais para o bom andamento da trama. Só para deixar um gostinho, a saudação vulcana está presente já no pôster do filme e o cachorrinho de Wendy, Pete, veste-se com um casaquinho que todo fã de Star Trek vai querer para seus bichinhos após assistir! Ah, uma participação superespecial que merece ser mencionada: Mathew Cardarople, que faz um dos capangas do Conde Olaf em “Desventuras em Série” aparece em uma cena e apesar de ser bem rápido, só de olhar pra cara dele já dá vontade de rir!

Aproveitando essa resenha para uma breve consideração sobre inclusão, fiz uma rápida pesquisa sobre como se referir às pessoas autistas (ou com autismo) e achei um texto bem interessante no site StimulusABA que justifica o motivo de eu ter acabado de usar dois termos ao invés de um só. CLIQUE AQUI para entender, vale a leitura!

Então é isso, gente! Dê risadas, se emocione e vá às lágrimas com Wendy e Pete nesse filme lindíssimo! Estreia dia 26/04 nos cinemas.

Confira o trailer:

Cinema: Tudo que Quero Cinema: Tudo que Quero Reviewed by Tom Dutra on 11:17 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.