Resenha: Bruna, a Tagarela

Uma garotinha que adora falar sem parar sofre Bullying dos colegas na escola, mas se supera e encontra o seu caminho, um lugar em que a sua vontade de se expressar, além de não atrapalhar ninguém, é reconhecida como um talento! Essa é a história contada no livro infantil “Bruna, a Tagarela” (Editora do Brasil, 2017).



A autora é Mailza de Fátima Barbosa (“Adulto Diz Cada Coisa”, “Breno, o Esquentadinho”) que com sua experiência em escrever para os pequenos, traz uma história de fácil entendimento e com grandes lições que eles guardarão para a vida toda. Vemos em seu texto a maneira como um apelido ou uma ofensa pode mudar o comportamento de uma pessoa. Bruna se vê lutando contra sua essência por medo da reação de seus colegas, de ser rejeitada, criticada, ou pior, ser chamada de algo que ela nem mesmo sabe direito o que é! No final, ela aprende muito mais do que o significado da palavra, e as crianças ao lerem o livro aprenderão junto com ela.

Mailza conhece bem o ambiente escolar, já que passa parte de seus dias nele, assim entende os dois lados, o dos professores que reclamam de alunos que por falar demais acabam atrapalhando as aulas, mas também o das crianças que querem se expressar... 

“Entendo os dois lados, mas sempre procurei fazer com que a criança falasse em momentos que não prejudicassem as aulas e especialmente os colegas. Quando pequenos, meu filho, hoje adulto, e minha sobrinha, hoje adolescente, era dessas crianças. Ambos compreenderam e usaram o talento da oratória a favor deles, respeitando o espaço do outro.”
Mailza de Fátima Barbosa

A tarefa de ilustrar a história de “Bruna, a Tagarela” foi dada à artista Paula Kranz. A ilustradora, que sempre gostou do mundo da imaginação, criou o universo de Bruna com desenhos estilizados e bem expressivos, o que ajuda o pequeno leitor a entender ainda mais os sentimentos da protagonista em cada momento da história.

Além de ser um livro que trata de temas como diversidade e relações sociais, em um mundo onde cada vez mais as pessoas querem ser ouvidas, mas não se importam muito em ouvir, as crianças recebem uma importante mensagem: É preciso saber que falar é bom, mas que tão bom quanto isso é aprender a ouvir. Uma ótima lição que precisa ser posta em prática por adultos e crianças.

Resenha: Bruna, a Tagarela Resenha: Bruna, a Tagarela Reviewed by tomdutradicas on 11:35 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.