Header Ads

ad728
  • Extra! Extra!

    Unindo Romance e Biografia, "A livreira de Paris" é lançado pela Intrínseca

     

    Um tributo à livreira visionária que lutou contra a censura para publicar uma das obras literárias mais importantes do século XX
     

    A livreira de Paris, que chega às lojas pela Intrínseca, oferece uma viagem à Cidade Luz dos anos 1920 com toda a efervescência cultural da época e suas figuras marcantes. Ícone da cena literária parisiense até os dias de hoje, a livraria Shakespeare and Company ganha destaque na narrativa por ser o palco de encontro de grandes nomes da literatura e ter pertencido a Sylvia Beach, jovem norte-americana que mudou o curso da história da literatura e protagonista desta história. Ao unir romance e biografia, Kerri Maher presta homenagem a esta mulher que assumiu como missão honrar o poder transformador dos livros. 

    A história tem início quando a jovem norte-americana Sylvia Beach abre a Shakespeare and Company em uma rua tranquila de Paris em 1919. O local é mais do que uma livraria e uma biblioteca: muitos escritores proeminentes dos anos 1920 e 1930, como Ernest Hemingway e F. Scott Fitzgerald, a consideram uma segunda casa. É onde algumas das amizades literárias mais importantes da época são forjadas — em especial, aquela entre o escritor irlandês James Joyce e a própria Sylvia. 

    Quando o controverso novo romance de Joyce, Ulysses, é censurado nos Estados Unidos, Beach decide assumir um risco enorme e publicá-lo na França. Mas o sucesso e a notoriedade da publicação de um dos livros mais infames e influentes do século vêm com altos custos. O futuro de sua amada loja é ameaçado quando o sucesso de Ulysses atrai outros editores para cortejar Joyce. E, à medida que Paris mergulha cada vez mais na Grande Depressão e diversos amigos expatriados voltam para os Estados Unidos, muitos de seus relacionamentos são colocados à prova. Diante de crises pessoais e financeiras, Sylvia precisa decidir o que a Shakespeare and Company realmente significa para ela.

    Foto: Peter Su
     
    KERRI MAHER é autora best-seller e já publicou três romances. Formada pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, vive com a filha e o cachorro em um subúrbio próximo a Boston. A livreira de Paris é seu primeiro livro publicado no Brasil.
     
    “Uma carta de amor para as livrarias e bibliotecas.” — The Boston Globe

    “Um lindo tributo a uma defensora incansável da literatura.” —  Kirkus Reviews


    Nenhum comentário

    Confira a programação do SATO CINEMA nos meses de outubro e novembro

    Desde 16 de julho, o bairro da Liberdade conta com o  SATO CINEMA , uma sala de cinema totalmente focada em uma programação voltada ao audio...