Header Ads

ad728
  • Extra! Extra!

    Galeria Mario Cohen recebe exposição Naturalis, da artista visual Elaine Pessoa

    A Galeria Mario Cohen realiza, de 23 de agosto a 30 de setembro, a Exposição Naturalis, da artista visual Elaine Pessoa. Com trabalhos expostos em acervos de diversos países, como Japão, EUA, França, Itália e Romênia, Elaine tem sido apontada como um dos novos talentos da fotografia nacional. A artista já coleciona quatro prêmios, com destaque para o Prêmio Miolo, em 2015, de melhor publicação fotográfica com o livro Tempo Arenoso – trabalho que faz parte do acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo e estará na próxima edição da Arca SP-Arte, em final de agosto.


    Com curadoria de Mario Cohen e da própria artista, a Exposição Naturalis traz, pela primeira vez, as Séries Naturalis, Arabutã e Tacomaré juntas. Elas baseiam-se no trabalho de pesquisa do território brasileiro pelos primeiros exploradores e seus registros em desenhos, em especial dos naturalistas alemães Martius e Spix, dialogando com fundos de fotografia. O trabalho faz uma reflexão do colonialismo no Brasil e suas ondas exploratórias, do Pau-brasil (Arabutã) à cana-de-açúcar (Tacomaré). Uma das 20 obras que estarão na mostra, a Naturalis I, esteve na SP-Arte da edição de maio deste ano e foi selecionada pelos curadores Gabriel Perez-Barreiro (Preview.art) e Adrian Locke (The Royal Academy) numa apresentação para a Delfina Foundation e Galeria Gasworks, ambas de Londres. Outras 12 serão expostas pela primeira vez. A mostra reúne ainda 22 trabalhos de duas outras Séries de Elaine Pessoa, a Los Cerros e a Nimbus.

    As obras serão comercializadas em tiragens de 4 ou 5 unidades, por valores a partir de R$ 8.000,00. Artista em ascensão no mercado, o momento marca ainda a primeira indicação de Elaine Pessoa ao Prêmio Pipa 2022, mais importante prêmio brasileiro das artes visuais (https://www.premiopipa.com/elaine-pessoa/) e o convite para participar de uma residência em Lisboa, no Hangar Centro de Investigação Artística.


    Sobre a exposição
    O título Naturalis, que dá nome à exposição, é também a série fotográfica que teve como ponto de partida um diálogo entre a fotografia produzida em estúdios e os desenhos científicos de paisagens feitos por antigos viajantes. Para a artista, a junção destas duas matérias visuais constitui em grande medida a memória visual conhecida de uma paisagem brasileira fantástica dos séculos XVIII e XIX. Assim, a intenção é recriar criticamente imagens de uma paisagem que habitou o chamado pré-fotográfico. As obras recebem tratamento em impressões reluzentes de papéis com uma cromia em ouro ou prata.

    Mais duas séries compõem a mostra, Arabutã e Tacomaré, em que a artista, a partir de descrições desenhadas pelos naturalistas, concentra-se na questão de como a Mata Atlântica foi devastada, primeiro pela extração desmedida do pau-brasil (Arabutã), o primeiro ouro brasileiro, e depois pela plantação de cana-de-açúcar (Tacomaré), o chamado segundo ouro do Brasil. 

    Já as séries Nimbus Los Cerros, também presentes na exposição, são trabalhos fotográficos de observação da paisagem na Serra da Bocaína e da região de Huichaira, em Jujuy, Argentina, respectivamente. Esta última, desenvolvida durante uma residência que a artista participou no Museo em los Cerros.

    Sobre a artista Elaine Pessoa
    Artista Visual representada pela Galeria Mario Cohen, vive e trabalha em São Paulo. Pós-Graduada em Fotografia pela Faap/SP. Sua produção mais recente é dedicada a pesquisa de um hibridismo entre linguagens visuais, aplicada ao imaginário da paisagem. Fotolivros publicados: Tempo Arenoso (2015); Nimbus (2016); Paysages (2017); 100 # fim (2019); Los Cerros (2020). Prêmios: Artist of the Month, Art from Heart, Londres (junho 2021); Prêmio Miolo de Melhor Publicação Fotográfica com Tempo Arenoso (2015); Prêmio Aquisição no Salão de Artes Visuais de Vinhedo (2013); e Menção Especial na 5ª Bienal Nacional de Gravura Olho Latino (2011). Indicada ao Prêmio Pipa 2022.

    Serviço - Exposição Naturalis
    Abertura: 23 de agosto das 19h às 22h
    Período: de 24 de agosto a 30 de setembro de 2022
    Local: Galeria Mario Cohen - Rua Joaquim Antunes, 177 cj 12, Pinheiros, São Paulo
    Funcionamento: terça a sexta, das 11h às 19h; aos sábados das 11h às 17h.
    Entrada gratuita

    Sobre a Galeria Mario Cohen
    A Galeria, aberta em 2000, no Rio de Janeiro, foi a primeira da América Latina a dedicar um espaço exclusivamente para valorização da fotografia como expressão artística, instalando-se em São Paulo em 2015. Em sua vida profissional, Mario Cohen usou a arte e a cultura como forma de agregar valor, sendo responsável, além da Coleção Pirelli/Masp, pela criação do Museu da Língua Portuguesa, do Auditório Ibirapuera com sua escola de música, do Prêmio Tim para Música Brasileira, do Tim Festival, entre outros.

    Nenhum comentário

    Confira a programação do SATO CINEMA nos meses de outubro e novembro

    Desde 16 de julho, o bairro da Liberdade conta com o  SATO CINEMA , uma sala de cinema totalmente focada em uma programação voltada ao audio...